amazon

amazon
amazon - clique na imagem

domingo, 15 de abril de 2012

Desencanto


Blogagem Coletiva da Rosélia - Blog ESPIRITUAL-IDADE

Acho essa fase muito difícil...

Tudo que acaba, sem estar programado para acabar, é sofrido e às vezes deixam marcas, feridas abertas. Aí entra o tempo e vai colocando as coisas no lugar.

Eu sou uma pessoa romântica e sonhava com um casamento perfeito, com tudo certo. E foi tudo como imaginei, e com a pessoa que eu queria. Só que o desencanto começou aí mesmo, no dia do casamento.

Primeiro que eu queria escolher as coisas todas, mas a família sempre se intromete muito e acaba fazendo o que eles bem entendem, e nós, para evitar uma briga, um atrito em pleno casamento, deixamos passar. Erro.

Cheguei na igreja e vi dois bancos lotados de padrinhos que eu não havia escolhido. Uma cunhada escolheu para mim, sem me consultar. Bem, não ia discutir ali com ela, que não gostei.

Depois, não satisfeitos, se intrometiam muito em minha casa, em minha vida e eu não gostava. Aí eu reclamava com meu marido, que não dava muita atenção. Com isso, fui chamada de chata, gênio ruim, grosseira.... tudo porque eu não queria que se intrometessem tanto. Eu queria "minhas" coisas do meu jeito.

Mas tudo isso é o meu ponto de vista. E o dele com certeza é outro. Ele cresceu acostumado a compartilhar uma vida com todos, com a família inteira; e eu sempre resolvia sozinha e tomava decisões de acordo com minhas vontades.

Mesmo meu namoro ter sido de oito longos anos, meu marido, acho que não se contentou com a vida de homem de família, continuou com sua vida de farras de solteiro. Sofri muito e quanto mais eu falava, mais ele brigava comigo.

Um ano inteiro muito difícil. Mas aguentei.

Infelizmente, por princípios que hoje acho hipócritas, aguentei tudo, ouvindo os mais velhos de que "era assim mesmo, eu tinha que me conformar". Mas como assim me conformar? Me conformar com o sofrimento?

Os anos passaram, meus filhos nasceram e tudo piorou, pois agora eu tinha que ser mãe e pai deles. O pai quase não parava em casa e o fato de eu ter parado de trabalhar fora para cuidar deles, o irritou muito, pois não tinha mais meu salário para ajudar nas despesas. Mas não precisava de meu salário. Era implicância dele mesmo.

Só sei que era muito infeliz, e não aguentando essa vida, encarei uma separação, mesmo com filhos pequenos. Foi o inferno!

Será que alguém foi culpado? Acho que não! Nós dois juntos é que não deu certo. Cada um pensando de uma forma, o orgulho, a vontade de ser tudo perfeito, talvez a imaturidade e principalmente um não aceitando como o outro era, sempre implicando, querendo mudar; acho que tudo isso influenciou para uma união fracassada.

Hoje, depois de quatorze anos separados, estou me reerguendo, meus filhos já são adolescentes, e tudo está melhorando.

Acho que esse foi o primeiro desencanto que tive em minha vida: um conto de fadas que virou vida de gata borralheira. Talvez eu tenha sonhado demais, talvez eu tenha fantasiado demais e tenha me esquecido de enxergar a verdade desde o início. Mas talvez aí vem outro desencanto de infância, onde não tive uma base de segurança com minhas decisões, que só fui perceber bem depois de tudo isso.... que doeu muito mais, que marcou muito mais. Mas nada mortal. Sobrevivi!

Não tive sorte, mas ainda estou viva e agora estou bem. Deus é Pai!

33 comentários:

  1. A gente supera. E isso é que vale a pena.

    Minha contribuição: http://migre.me/8GBkK

    ResponderExcluir
  2. Oi querida. Vc teve sorte, soube dar a volta, desencantou e passou ser sua própria fada madrinha e muitos encantos há para ve ter, ver e encontrar.
    Vc foi muito espontânea em sua participação, parabéns.
    bjs.

    ResponderExcluir
  3. Há tempo para tudo embaixo do céu. Você fez o melhor que pode. Agora a bonita frase veio:" estou me reerguendo" É isso mesmo, menina! construa sua vida! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Clara, "a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida".
    Não sei de quem é a frase, conheço-a há muitos anos.
    Mulher de garra, lutou, esperou enquanto podia. Agora é livre, dona de sua vida, mas com as dores do passado.
    Olha pra frente, há muitos encantamentos pela vida.
    O seu encantamento, diante de si mesma.
    Quando o amor aparecer, o encantamento voltar, será lucro.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Belo e corajoso depoimento! Fé na vida e em você!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  6. Uma história dolorida... o desencanto é sempre dolorido! Mas você foi forte, é forte, está se reerguendo e com certeza tem muita felicidade pela frente! Também estou participando da BCAP. Tetê - http://avaliandovida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Clarinha,
    lhe contradigo, afirmando que vc tem sim, muita sorte em ser essa pessoa linda responsável, guerreira e vencedora de todos os desencantos acontecidos e ainda autora de todas as maravilhosas conquistas de vida das quais hoje se orgulha merecidamente.
    Os desencantos estão sempre por perto.Transformá-los em pavimentação para nossa caminhada é onde reside a mágica de cada um(a).
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  8. Oi Clara!
    Belo depoimento! Cada vez que você repassa sua dor se processa uma catarse, você vai se tornando mais firme e desencanta o desencanto. Você é uma mulher de fibra, se encantou, viveu seu desencantamento, mas superou com ccatrizes mais está firme,que bom! Tudo de bom pra você sempre!
    beijinhos e uma iluminada semana!

    ResponderExcluir
  9. Minha amiga, tudo passou ........ foi sofrido, mas passou!
    Agora faça suas escolhas, sem depender de ninguém.
    Viva sua vida, faça o que achar melhor para você.
    Daqui para frente tudo será diferente ..............
    Boa sorte.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Nem sei bem como cheguei aqui, rsrs. Mas o fato é que
    a sua experiência é muito comum, pois já ouvi estórias
    semelhantes e até idênticas, da boca de muitas mulheres.
    É muito difícil suportar um casamento infeliz, acho que
    você fez bem em ser honesta consigo mesma. Agora é mandar
    a "bola" frente, pois há muita vida vindo pela reta, rsrs.

    Beijoca e boa semana!

    ResponderExcluir
  11. Estar bem, quando tudo está bem, não custa, o que custa, é estar bem, quando tudo está mal...
    Boa semana.

    Beijo da Nita.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Clara, vim retribuir sua visita e agradecer seu comentário tão simpático. Fiquei impressionada com o texto de sua amiga (imagino) e fiquei feliz porque ela está inteira depois de ter lidado com tanta gente "espaçosa" e "sem noção". A moça foi muito paciente e sábia encerrando uma relação que por mais que ela tentasse estava fadada ao suplício. Parabéns.

    bjs e ótima semana

    ResponderExcluir
  13. Lamento que sonhos tenham sido destruídos, mas foram sonhos. Realidade é outra e tem que ser refeita, e você está conseguindo, graças a Deus.
    Que os desencantos se tornem encantos, encantamentos e felicidades na sua vida!
    bjo
    Zizi

    ResponderExcluir
  14. Oi Clara lendo seu depoimento vejo que passou por momentos dificeis, mas vejo ainda um toque de amargura em suas palavras, amiga seu sofrimento foi um aprendizado, nada nessa vida nos vem sem um motivo, nem que seja opara nos fortalecer, voce tem muita sorte, de dar a volta por cima, criar seus filhos sozinha, estar viva, com saúde, linda e maravilhosa, saia, passei conheça gente nova, viva, e seja muito feliz.
    Bjos.
    Silvia.

    ResponderExcluir
  15. Temos algo em comum, me separei do primeiro casamento com 8 anos de casada. Sou divorciada, e vivo com Júlio uma eterna lua de mel há 8 anos...

    Clara, não acredito em sorte, no meu caso se a dita não aparece, corro e se puder pego a sorte! Faço ela acontecer...

    Acredito que este é o seu momento, e muita coisa boas estar por acontecer na sua vida! Acredite!

    Uma semana mara p/ vc!

    Beijãoooo

    ResponderExcluir
  16. Olá, querida Clara

    "Tu és o orvalho que me beija"...
    (Meliss)

    Em pleno período pascal nos reencontramos para tecer o nosso Desencanto... entrelaçar partilhas de coração a coração...

    Vc tem garra... é uma mulher de fibra!!!
    Tem pérolas dentro do seu coração como eu... acredite nisso, viu???
    Que Deus continua abençoando e, na adolescência dos meninos, esteja ao seu lado para lhe dar prudência bastante...
    Nem todos temos essa graça de superação do Desencanto...

    Obrigada por sua participação e nos vemos no próximo mês se Deus quiser!!!
    Bjs de Paz e Esperança junto com o meu carinho fraterno

    "Meu coração orvalhado
    pleno de gratidão,
    agradece a Deus"...
    (Élys)

    ResponderExcluir
  17. Triste quando os sonhos se dissolvem...Ótima participação!beijos,chica

    ResponderExcluir
  18. Bom dia,Clara!

    Puxa, que coisa, né?!Realmente esperamos o melhor...
    Sabe, respeito todo mundo, sou cordial,mas não deixo(nunca deixei)ninguém se intrometer na minha vida!NINGUÉM!Não sou orgulhosa, escuto conselhos, pondero,mas invadir minha privacidade...aí,não!rsrsr
    Sou irredutível!Minha fama na família me precede...rsrsrsr
    Claro, tudo sempre com educação!Ajuda demais, atrapalha...né?!
    **Estou adorando a faculdade!Fui surpreendida por alguns comportamentos que não esperamos encontrar(gente que não está nem aí,que joga lixo no chão, que não respeita o professor...),mas faz parte.
    Beijos!!!Tudo de bom!
    BOA SORTE PRA TI!!!Muito sucesso e maor na sua vida!!!!

    ResponderExcluir
  19. **Desculpe!!!
    Corrigindo:
    É:"Muito sucesso e AMOR na sua vida!!!!"
    É o que lhe desejo do fundo do coração!

    ResponderExcluir
  20. Acontece mais vezes do que devia o facto de o homem casar e continuar a vida como solteira, deixando para a mulher a solidão e o desencanto.
    Alguns a fase dura pouco e iram bons maridos. Outros ficam toda a vida nesse não aceitar e ou a mulher toma coragem e vira a mesa, ou se sujeita a um casamento de fachada.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
  21. Clara,

    Creio que o desencanto é que nos traz maturidade, nos fortalece. Estabelecemos um patamar para a felicidade, fora dos padrões, sonhamos com contos de fada, com o príncipe encantada, quando na realidade um companheiro nos basta, desde que ele cumpra sua função. Tenho certeza que hoje você percebe o quanto esse desencanto foi necessário para chegar onde hoje está, e agora a questão toda é seguir em frente em busca de algo bom, que te faça bem e que seja palpável.
    Grandes beijos

    ResponderExcluir
  22. oh vida amargurada quanta dor que sinto nesse momento em meu corãção.
    oh que saudade dele não aguento mais vou lá vendinha tomar um pingão.
    Se um só não resolver toma dois , três rs.........
    Bx.

    ResponderExcluir
  23. O tempo passou e você vem superando tudo com muita força e coragem. A vida tem inúmeras fases e você vai conseguir, aos poucos, ter uma vida cada vez mais tranquila e feliz.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Clara,vc foi muito corajosa!Eu tb me separei quando minha filha era pequena, mas tinha um emprego fixo de professora em duas escolas e ela estava com 7 anos.Os desencantos no final, servem para nos fortalecer!Adorei seu texto!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  25. Que bom que vc soube dar a volta por cima,que Deus te dê sempre muita força,pois criar filhos sozinha não é nada fácil.
    E que nunca te falte amor.
    Abraço e uma boa semana,=)

    ResponderExcluir
  26. Pois é Clara. Só quem tem filhos sabe como é difícil criá-los, ainda mais sozinha! Você é uma vencedora!

    ResponderExcluir
  27. Clara, você é uma mulher corajosa, uma grande guerreira, superou um grande obstáculos. A vida tem tantas fases, tantas desilusões, e a gente por vezes é infeliz pra fazer os outros felizes.A vida nós ensina muito.

    Amiga, te indiquei num meme que me indicaram, e as pergunta são 5 sobre blog, achei bacana e te indiquei espero que aceite, mais se não quiser não precisa fazer, não tem problema. Não curto muito esses meme, mas achei bacana e resolvi aceitar.
    Desejo uma ótima semana. Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Oi Clara,
    gosto de vir aqui, me identifico muito com você e depois deste compartilhar, ainda mais.

    O casamento para mim também foi uma desilusão. Não o evento, pois felizmente o dia de casamento foi puro sonho, melhor que o esperado. Um autentico conto de fadas. Melhor, do que o idealizado.

    Mas depois... me senti tão só, tão só. Como é possivel a gente se sentir só, quando está acompanhada? Hoje que realmente optei pela solidão, me sinto super acompanhada. Que paradoxo hein!

    Tal como você, casei com uma pessoa habituado a dependências familiares mas depois revelou-se um individualista de primeira. Ele não se acostumou à vida de casado, apesar de eu lhe dar toda a liberdade do mundo. No fim da relação ele falou para mim:
    este é um casamento ideial, o casamento que eu quero ter mas quando for velhinho (lá pelos 60 anos). Agora ainda sou muito novo, não posso ficar fechado num casamento.

    Como se...como se o casamento o obrigasse a ficar fechado.
    Mas...o problema dele era outro. Super mulherengo!
    Beijinhos. Grata por compartilhar sua intimidade.
    Rute

    ResponderExcluir
  29. Olá, Clara!

    Nós mulheres, somos mais sensíveis, e mais comprometidas. Sonhamos muito, e idealizamos o homem perfeito, que se ajuste a nossa fantasia, e daí, quando nos deparamos com a realidade, sofremos muito.
    Importa que busquemos a solução que nos traga a paz, e depois, que aprendamos a nos valorizar mais, e fazer melhores escolhas, com mais maturidade, com mais discernimento. Desejo-lhe muitas felicidades, viu!

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  30. o problema das re~lações é justamente esse, quando muito gente se mete nela.

    Quando acaba, fica aquele gosto amargo, confuso e revoltado. cada um que se meteu depois podia pegar um pedaço disso e sentir o amargo tbm...

    ResponderExcluir
  31. Olá, Clara!Na vida, nós nunca sabemos o que é certo ou errado antes de passarmos pelas situações!Dou-lhe os parabéns por conseguir dar a volta por cima, muita gente prefere viver só de aparências!Não desista nunca dos seus sonhos, pois os desencantos existirão sempre, mas a felicidade depois de passar por eles é bem maior!
    Gostei muito de ler a sua história e vejo em você uma mulher guerreira e mãe protetora, um belo exemplo!
    Beijinhos, do outro lado do Atlântico

    ResponderExcluir
  32. Nada é por acaso! Penso que passamos por certas coisas na vida como um preparo. Não se pegue a pensar "Se eu tivesse feito diferente". Será que faria diferente? Seguiu seu coração, mas seu coração estava inseguro, não sabia por onde andava... quantas mulheres aguentam 20, 30 anos um casamento arrastado e malcriado? Uma certa altura, já não se parecem com marido e mulher, mas dois irmãos que passam o dia se digladiando. Criamos dependência das pessoas e isso não é bom!!
    Clara, tenho certeza que muitas mulheres estão lendo o seu texto e se identificando. Algumas são corajosas e dizem-no publicamente, outras apenas se resignam, pois não tem coragem nem de enfrentar a sinceridade de um texto.
    Beijus,

    ResponderExcluir
  33. oi amada...
    que coisa boa é vir e ler você,
    já andei por aqui e li muita coisa boa.
    infelizmente, algumas pessoas ficam muito desencantadas com o casamento
    Casamento precisa de empenho, de vontade, de querer o bem do outro, senão já era...
    Fica só o sofrimento.
    Pessoas egoístas são assim, não sabem conviver, só pensam em si mesmas.
    Infelizmente muitas vezes a gente não percebe isso lá no namoro ou achamos que quando casar, melhora.
    Ao contrário, eu penso que o que é bom melhora, mas o que é ruim piora.
    Você fez a sua parte, penso eu.
    Fez o melhor que pôde pra dar certo, mas ele também precisava "crescer".
    Você cresceu, e muito.
    Se virou, arrumou um jeito de ir pra a vida, criou os meninos.
    Doeu? Nem imagino o quanto Clara.
    Deve ter sido muito difícil.
    Mas por outro lado, deve olhar para você com muito orgulho.
    Soube ser forte na hora certa.
    Isso vai influenciar seus filhos de forma positiva, com certeza.
    E quanto ao amor.... ah Clara, as pessoas não são iguais.
    Nem as experiências são parecidas.
    Se você, agora mais madura para estas questões, quiser ter e viver uma realidade amorosa, abra-se.
    Olhe para o lado e disponha-se ao novo também.
    Sei que não é fácil por conta de vários motivos, né.
    Mas acredite que Deus sempre tem o melhor para a gente.
    Peça pra Ele guiar você neste sentido.
    estou aqui, torcendo, de dedinho cruzado pra voce ser feliz, em qualquer circunstância.
    (nossa... rezei a missa e a via-sacra junto, heim?! que falação nas suas "zoreia")

    cuide-se!
    você é bonita, inteligente, uma pessoa boa....
    rs (lembrei de uma conversa nossa... rs)
    vou embora, antes que eu fale alguma abobrinha, rs
    bj

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo e deixe seu comentário!

Eu os responderei por aqui mesmo ou por email, se achar necessário.

São muito bem-vindos, sempre!